quarta-feira, 18 de abril de 2012

Arcaicaju!

As vezes eu paro para pensar no blog e aí coisas acontecem e eu fico a reparar algumas coisas.Então esse post é uma reflexão.Preparados?


O nome do blog é POBRE Ousada não é? Pois bem, criei no dia que decidi fazer o blog, é simples, criativo e auto explicativo e claro sem afetações porque né, é cada nome de blog.Noto que ele é lembrado sempre que se quer falar de algo popular, de roupas baratas, de festas populares.... Se eu gosto disso? Eu amo. Agora o que eu não gosto mesmo é como as pessoas, frisando principalmente aqui em Aracaju city restrinja ele a isso.Isso me deixa realmente perplexa e triste.Será que o nome pobre seja algo que gere a exclusão em  alguns meios só pelo nome?Será que se o nome fosse outro seria diferente?


Tudo bem que a cidade é pequena, mas é tão desenvolvida né gente...porque esse pensamento tão arcaico ainda paira aqui? Quando as pessoas vão parar de pensar pequeno? Não é porque o blog se chame pobre que eu só tenha que participar de coisas populares,o é que incomoda e olhando bem isso me dá ainda mais orgulho do nome do blog, é POBRE sim , e eu amo o nome dele. E que isso não seja usado como exclusão.Até porque se for...P-r-o-b-l-e-m-a! Que tal mudar o nome para Louboutins e Champangne? ou Plumas, Luxo e glamour...kkkkkkk criativo né?? NOT!
Moda pra mim é democracia, e isso significa que é para todos.Pareceu desnecessário explicar o que é democracia né? Pois vejo que para muitos não! Se você pode comprar algo caro, compra ué. Nunca fiz campanha contra, quem não tem seus luxos? Sou aversa mesmo a quem acha que é a grife que dá estilo e que só quem pode comprar é que se veste bem. Tem coisa mais brega do que ser outdoor ambulante de grifes? De quem não segue o próprio estilo...de quem se acha melhor porque não usa Fast fashion . Diga-se de passagem os  Fast Fashions brasileiros né? Porque enchem a boca para dizer que a peça é H&M, Zara...queridaaa, é Fast fashion do mesmo jeito!

 Imagens do We heart it

Meu blog foi criado com  um intuito mostrar que qualquer um, eu disse QUALQUER pode se vestir bem e ter  estilo próprio e que criatividade e um tanto de senso crítico são TUDO!

20 comentários:

Priscila Leal disse...

Gostei amiga arrazou, povo mente fechada tá certissima, continue assim que foi esse seu jeito autêntico q me levou a admira-la como pessoa... Beijo

Anônimo disse...

Louise, adoreiiiiiiii!! Pensamento compartilhado...O povo de Aju é muito provinciano, mesmoooooo. O q dizer de um povo só falta ir de longo e escarpin comercaranguejo??? kkkkkkkkkkkkkkkkkk
Continue assim, com estilo e pensmaento próprios. Moda é bom gosto, fatooooo!!

Tati disse...

Eu só não concordo em uma coisa, que Aracaju é evoluída kkkkkkkk De resto concordo com tudo!! Mas, brincadeiras à parte, eu nem procuro saber desse mundinho daqui porque sei que é muito faz de conta para um lugar tão pequeno. Só sei que tem gente que faz muita pose e na verdade quer é comer e se vestir de graça, às custas da high society que lê Thais Bezerra e congêneres.
Mas liga pra isso não, como diz o ditado, a gente é pobre mas tb não tá devendo as calcinhas Victoria Secrets: eu trabalho em banco amiga, se você soubesse o quanto de gente que faz pose e não tem nada...
Continue com sua originalidade que você ganha muito mais!!
Beijos
Tati

Anônimo disse...

Pregam tanto por aí a tal de ''liberdade de expressão'',mas cadê ela nessas horas né ?!
Fazem questão de falar sobre hipocrisia,mas esquecem que são hipócritas...os tais ''antenados'' são os que mais cometem esses erros,tem a cabeça aberta pra tanta coisa,mas pra outras nem nem...
seu blog é lindo,posso até dizer que é um dos melhores que já
li ! beijos e paz ;*

Creyssaamiga... disse...

Estou lendo seus posts e lembrei me da senhora anônima que tentou me avacalhar dia desses, eu sou ainda mais pobre e também não me envergonho de juntar R$ 200,00 só para comprar o Lady Million e ficar com o cheiro da ryqueza rs. Vejo sua saga para comprar teus mimos e me identifico super. Isso não te faz mais rica ou menos pobre, isso é ser autêntico, muita gente me julga e diz que eu vivi fora da minha realidade. Deixa eu juntar meus merréis para comprar meu perfuminho? Amo teu blog e odeio esse tipo de preconceito.

RGrilo disse...

Louise,

Arrasou, a euforia criada pelas etiquetas e pela enxurrada de tendências é (re)criada para movimentar o mercado. Ora, se a maioria dos blogs de moda se prestassem ao serviço primário ao que se propuseram - retratar um estilo de vestir - dificilmente teríamos que presenciar cenas surreais como altas produções para fazer coisas cotidianas, a falta de adequação que por mais que se negue, causam constrangimento sim. Como disse a outra seguidora, há muita pose e pouco budget por aí. Sigo seu blog há algum tempo e admiro sua coragem, sem demagogias e bajulações, sua exposição é levantar uma bandeira: todos têm o direito de consumir, de se manifestar em sua indumentária - ela também é um meio de cultura.

Sou de Natal e, apesar de não conhecer Aracaju, sua descrição caberia perfeitamente à realidade que presencio aqui.

Vejo meninas com acessórios Luis Vuitton, Michael Kors (...) originais na fila do ônibus (ironicamente tenho algumas conhecidas endinheiradas que têm, então reconheço uma original quando vejo..rs). Deixo a pergunta que até agora não sei a resposta: elas estão tentando atingir um status ilusório, a etiqueta é de fato um signo de inclusão em uma camada social ou o direito de consumir e se expressar pela moda, de fato, pertence à todos?

Diógenes de Souza disse...

Puro preconceito. Neste trecho: "Sou aversa mesmo a quem acha que é a grife que dá estilo e que só quem pode comprar é que se veste bem. Tem coisa mais brega do que ser outdoor ambulante de grifes? De quem não segue o próprio estilo...de quem se acha melhor porque não usa Fast fashion . Diga-se de passagem os Fast Fashions brasileiros né? Porque enchem a boca para dizer que a peça é H&M, Zara...queridaaa, é Fast fashion do mesmo jeito!" vc disse tudo. As pessoas estão acostumadas com eufemismos ou falsidade. ser pobre vai além de ser uma questão meramente financeira.

Flavinha disse...

Coisas que acontecem por morarmos na província dos Cajus!
Não esquenta! Liga a tecla Foda-se, ops! A tecla "mute" e ignore!
Sucesso!

Fernanda disse...

Adorei o texto. Concordo com vc. A moda de hj é democrática, as tendências estão disponíveis nas redes fast fashion e dá pra se vestir bem com pouco. Basta ter estilo (coisa que a gente aprende)! bjs

Anônimo disse...

Louse, vou te dar uma dica que vai mudar sua vida, preparada?De agora em diante vc vai comprar anel, pulseira, vestido, sapato, tudo tudo tudo baratinho e zilhoes de opções...atenção aqui vai "EBAY" sim, o site internacional de compras, é como um mercado livre mundial !Demora 1 mês pra chegar mas tem coisas incríveis , bijus lindas, bolsas, tudo barato! Só dar o lance e pagar pelo cartão ou pelo paypal, nao tem segredo, vai la !

Pamella disse...

Nossaaaa, adorei a reflexão, aqui em minas tbm é assim, muitas vezes a palavra pobre reflete outras coisas, mas não pode, e não deve ser assim! Adorei seu blog viu... depois visite o meu..srrs

loucaporsapatosjm@blogspot.com.br

Pamella disse...

Super apoiado! Aqui em Minas tbm é assim, a palavra pobre costuma obter outros sginificados, mas não deve, e não pode ser assim!
Adorei o seu blog viu...
depois dá uma espiadinha no meu...rsrs

loucaporsapatosjm.blogspot.com.br

Nai disse...

São os tais rótulos...
Acho isso rídiculo. E outra com esse negócio de internet não existe mais cidade pequena, temos acesso a tudo e em tempo real.
Adoro seu blog e a proposta dele, de mostral que moda e bom gosto pode chegar a todos.
Bom feriado pra ti.
Beijinhos
Nai Melo

Nathy disse...

Amwi... mas amei mais a tatoo... posso já fazer?
Bjs
www.hojevoudemelissa.com.br

Sandra Vanessa disse...

menina, fechou total agora. Aplausos!
Vejo os blogs por ai, cada absurdo.. Tem $, que otimooo mas tem gente que gasta horrores por causa de marca, so pela marca. Grande %¨&*# !!!
Vc é criativa, admiro demais.
Aracaju eu AMO, tem melhorado muito, ta bem moderninha e ate um pouco cara mas o povo... ah, tem q evoluir ainda. Mas isso é um mal geral, nao se limita a Aracaju.

Bj e chute o balde!

Dommas disse...

Arrasou Louise, pensamos o mesmo! Bom saber que mais alguém pensa como a gente. moda não é ter, é muito mais que isso e não se limita a marcas, o mais divertido dela está em garimpar, buscar inovar e renovar sempre.

Parabéns, continuamos fã da Pobre, haha!

DOMMAS

paulinha disse...

Seu blog é uma graça, tenho um brechó virtual, faça uma visitinha p conhecer, tá?
beijos

Elisângela Valença disse...

AmÔ essa mulé!!!!!! Já se ligou que o Abalando na Moda tá de volta? E parece que estamos em sintonia, mulé! http://www.abalandonamoda.com.br/2012/06/anarquia-e-utopia-faca-uma-todo-dia.html

Renaldo Aragão disse...

Uma das características que revela o conhecimento de moda e bom gosto de uma pessoa é exatamente o fato de ser capaz de olhar para aquilo que é apresentado nas grandes passarelas e adaptar as suas necessidades e personalidade. A função das grandes marcas é esta:inspirar. O mundo da moda, de fato, é repleto de clichés, o mais demodê é o de achar que estar na moda é usar roupas caras. No que toca a meu gosto pessoal, nada mais fascinante que ver uma mulher vestida com fast fashion, e transpirar high fashion. Copiar fotos de revistas sem adaptar à personalidade e ao contexto só revela falta de criatividade, de bom gosto e de conhecimento sobre moda!

Um beijinho luso-brasileiro, de um Aracajuano que está longe da terrinha!

Aproveito para te convidar a conhecer o Projeto Moda
www.projetomoda.com

4brokegirls disse...

Acabei de descobrir o seu blog e fiquei mega feliz por n motivos! Somos da mesma terrinha (Aracaju), temos blogs com estilos parecidos e concordo com tudo que você disse nesse post. Adoreii e já estou seguindo! Espero que possamos manter contato através desse mundinho da blogosfera!
Beijos :*

Thai Azevedo
4brokegirls.blogspot.com.br